segunda-feira, 3 de setembro de 2007

A lei nunca falha...mas sempre tarda

Se esgueirando pelo lodo ele observa com carinho e uma tamanha devoção aquela família que parece ser perfeita com filhos exemplares e pais que se amam. Ele logo começa pensar que são de alguma igreja ou algo parecido e quase escorregando no lodo ele chega até porta e toca a campainha. Logo uma voz feminina o atende.
-Quem é?
-Gostaria apenas de ter um minuto para pregar a palavra do nosso senhor Jesus Cristo.
-pode entrar. Seja bem vindo!
A porta mal se abre e é empurrada violentamente e com um martelo ele desfere golpes violentos e certeiros até silenciar a senhora tão educada que o recebeu . E imediatameente após sua primeira vítima ele corre em direção ao resto da familia que estava em estado de choque e sobe na mesa onde jantavam com o corpo e o joga bem perto das crianças logo em seguida pegando uma faca e apontando para o pai que chorava e e implorava.
-Deixe minha familia em paz e leve o que quiser.
-Vim para o jantar. E empurrando bruscammente o pai e puxando o garoto que devia ter por volta de uns 12 anos ele deixa o dono da casa impotente com a situação.
Em seguida o inesperado visitante amarra o chefe da casa numa cadeira e logo em seguida pega seu filho e empurra a cabeça dele contra a mesa pega a faca e atravessa a cabeça do garoto que sangra no colo do pai que se desmancha em lágrimas tentando em vão fazer com que seus apelos sejam atendidos. Sem nehuma expressão no rosto o doente que acabou com o jantar, que agora estava também com a menina que devia ter por volta de 15 anos a joga na mesa e rasga o vestido dela e logo depois a garganta da garota e começa e abrir a calça. O pai em vão continua a implorar. E ele penetra a garota morta ali em cima daquela mesa quando uma rajada de tiros atravessa o assassino transformando ele em peneira. A eficiente polícia que demorou meia hora pra chegar na casa havia sido acionada pelos vizinhos que logo ouviram os gritos. Como sempre fazendo um bom trabalho sempre tarde demais, os oficiais soltam as cordas que prendiam o pai inconformado que corre em direção a um dos policiais e pega o revolver e sem hesitar descarrega em si mesmo aliviando instantaneamente o tormento que passou e parecia uma eternidade. Alguns segundos e uma arma foram o suficiente pra encontrar réfugio. Um dos nossos valorosos heróis que sempre chegam tarde demais se sente no dever de falar algo sobre a terrivel cena que presenciaram e vem com um daqueles clichês.
-Que Deus o tenha.
Ele está morto e não tem mais nada. Antes mesmo da sua atitude desesperada ele tinha perdido tudo. O que importa se Deus vai ter algo ou não? tudo acabou na hora do jantar.

3 comentários:

simone disse...

esse lado d usar a "boa feh" das pessoa eh tao degradante.. ahuahuahaue

mas foda.. a policia com seu trabalho eficiente.. seria eficiente se tivesse poupado o pai d ir pegar ele proprio a arma p. acabar com a vida...

*manual basico de esquartejamento*

Himmler, Yargo disse...

se chegasse uma dessas aki em casa eu fazia uma festa...convidava pra entrar oferecia um suquinho com diazepan e fazia um churrasco massa com a carne...e a maioria dos cristães são gordos..xD

Himmler, Yargo disse...

se chegasse uma dessas aki em casa eu fazia uma festa...convidava pra entrar oferecia um suquinho com diazepan e fazia um churrasco massa com a carne...e a maioria dos cristães são gordos..xD