sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Alguma maria

Ela ama e sofre como todas e tem a certeza que não deveria estar aqui com o tal cara que supostamente deveria ser seu parceiro que deveria ser mais do que um orgasmo que talvez nem seja o melhor que ela teve. Como todas ela é julgada,apedrejada e jogada numa fogueira e não é nenhuma Geni mas ta atolada na bosta. Mas tem toda a plena consciência de sua cumplicidade para que as coisas se tornassem esse estranho circo de desencontros onde a pessoa e o lugar que lhe fazem companhia não são os certos pra ela. Mas ela é sincera e forte o suficiente pra estourar e encarar tudo de frente e cuspir de volta todos os impropérios que ouviu e voar pra longe e quem sabe pra perto de alguém que realmente importe ter por perto. Talvez não tenha tanta certeza disso ou simplesmente continue na mesma mas ela vai tentar pois ela é como a vida e a vida as vezes gosta das pessoas erradas. Ela é alguma diferente e única muito além da previsibilidade mas você nunca vai conhecer quem é essa figura intrigante. Você só conhece a dúvida que incomoda o sono como essa interrogação constante. De quem diabos eu falo? só sei que ainda não consegui dormir e isso é fato.

4 comentários:

Clarissa Marinho disse...

q bonito o texto!são tantas marias,mas algumas não são realmente iguais as outras!

simone disse...

falo eh nada

\o/

¤ Polly ¤ disse...

caralhooo
perfeitoooooooooooo
OO

Géssica Medeiros disse...

hein?