quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Bem vindo a sanidade!

Um colapso sádico de cor vermelha e intensa se apodera de sua mente nunca sã e sempre perdida em um entorpecido túnel a caminho das vísceras mais profundas com o caminho aberto a faca com tamanha brutalidade que o sangue lhe banha como uma chuva intensa e ele sorri, e sorri com uma criança quando descobre um novo brinquedo. Aqueles vidas nada valiam e eram seu entretenimento las sumir lentamente ou bruscamente dependendo de sua disposição no dia. Um explosivo em suas vidas prestes a acabar com tudo e ele era seu vizinho,funcionário ou namorado. Agora não vale mais a pena, mas antes acontecia com o vizinho.Mas você acorda e não existe sangue ou corpos mas todos estão acordando também e ninguém garante que eles não sonham em fazer o mesmo. É bom ter cuidado e puxar a faca primeiro e rasgar num corte abrindo aquele mar vermelho forte como uma correnteza antes que façam o mesmo porém antes de você.

Um comentário:

Clarissa Marinho disse...

igor e seus textos sangrentos!hehe