segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Até logo...

Uma última vez a nostalgia olha pra você e acena se despedindo num adeus que que parece sussurrar flashs na sua mente com sorrisos agora a muito distantes e uma chuva pesada te faz lembrar em olhar pra frente e tentar não tropeçar no que ja passou. Só a lama no sapato ainda traz o resto de ontem pra sua casa mas a hora do lamento a muito tempo esta longe e você se perde nas possibilidades que os próximos dias tem pra oferecer e espera não precisar mais se despedir mas sabe que não pode evitar o fim das coisas mas pode ter cada segundo como algo que realmente importe. Seu copo cai vazio no chão e esse foi o único som que se ouviu a noite toda.

Um comentário:

Clarissa Marinho disse...

"mas pode ter cada segundo como algo que realmente importe"
gostei!seus textos sao reveladores!
=)